O PORQUE! ........Mensagem ditada pelo Espírito Matias Albuquerque – colaboração Louren Junior

07/02/2013 17:10

 

O PORQUE! ´Crônica.......por Louren Junior...coordenação Espírito Matias Albuquerque

 

“QUALQUER INDIVIDUO COM UM POUCO DE CONHECIMENTO DA VIDA E DA MORTE PODE CAMINHAR COM SEUS PRÓPRIOS PÉS A VERDADEIRA CONQUISTA DO BEM.”..........Espírito Matias Albuquerque.

 

A DOUTRINA ESPÍRITA oferece fundamentos para amar também os desgraçados, os criminosos?

 

Num tempo em que as Doutrinas Sociais oferecem a inclusão aqueles que são excluídos ou se auto excluem por vários motivos o respaldo da Filosofia Espírita através uma reflexão sincera e honesta deixariam de serem detestados ou até mesmo estorvos da intolerância da população que melhor seria retirá-los para sempre do seio da sociedade.

 

A DOUTRINA ESPÍRITA moderna por excelência tem como postulado principal a CARIDADE e no EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO – Cap. XI – Paulo afirma – Paris 1860: que FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO. Esta propondo uma revolução do amor, para que ninguém fique fora do amor do Pai. Está de encontro ao que JESUS resumiu toda sua Doutrina, perpetuada no tempo e no espaço: “Vinde a mim vós que sofreis eu vos aliviarei.”

Para que os decaídos, não sejam aniquilados, mas conduzidos ao amor e ao perdão.

 

 

Léon Denis afirma que:
 

Todas as almas são perfectíveis e susceptíveis de educação; devem percorrer os mesmos caminhos e chegar da vida inferior à plenitude do conhecimento, da sabedoria e da virtude. “Não são todas igualmente adiantadas, mas todas hão-de subir, cedo ou tarde, as árduas encostas que levam às radiosas eminências banhadas da eterna luz”.

 

Então: “O PORQUÊ”?

 

O aumento da criminalidade nos dias atuais, em proporções verdadeiramente alarmantes provoca não só um interesse maior pela Criminologia deixando de ser circunscrita de domínio dos especialistas como para um estudo profundo da sociedade.

Todos estão inquietos para não dizer amedrontados. Não é problema apenas dos centros urbanos, pois há violência e crime nas zonas rurais e menos populosas.

Estamos diante de um problema ou como queiram de um fenômeno de PATOLOGIA SOCIAL. Nenhum sistema ou vigilância consegue conter a impetuosidade do crime.

Sim! Temos o lado bom, nas manifestações da pureza, da dignidade do amor ao próximo, mas temos suas doenças como nos organismos biológicos. E a criminalidade é uma dessas doenças?

 

Entre os especialistas, há muita discussão, notadamente quanto às causas. Seja como for, ela está em seu grande momento. Até mesmo no ângulo da cultura geral, que é o mais comum, suas elucidações atualmente se fazem muito necessárias.

E quem é, no momento, que não está querendo as luzes de uma ciência que seja capaz de oferecer soluções, ou, pelo menos, explicar as causas da criminalidade, que é um problema absorvente?

 

À medida que o tempo avança vorazmente alguns fatores são colocados em juízo. De um lado o aspecto Jurídico um fenômeno que ameaça o equilíbrio social. Por outro a Endocrinologia porque o estudo das glândulas está cada vez mais associado à etiologia criminal.

“Além do componente ESPIRITUAL que existe na personalidade humana, com sua bagagem REENCARNATÓRIA.

 

FALANDO CLARAMENTE.....................................

 

Na avaliação, porém, dos fatores sociais, que são atualmente dos mais sensíveis, está bem claro que a miséria (não propriamente a pobreza) concorre intensamente para a criminalidade. E a miséria material predispõe à miséria moral.

 

01 - Uma criatura faminta, abandonada e desesperada, revoltada contra tudo e contra todos, não tem condições de discernir em relação a princípios morais. Guia-se pelo instinto de sobrevivência, mas cegamente, disposta a enfrentar todos os riscos.

O “privilégio” que se observa em alguns países “onde alguns podem outros nada podem”. Criando um abismo entre o Poder Constituído e seus delegados (O povo).  Onde como “lavagem cerebral” incute na sociedade que o “errado é o certo”. (Desmandos, corrupção, prevaricaridade, subserviência.)

 

02 - Dentro do quadro social, por exemplo, ao lado da miséria, que aumenta espantosamente, há outros elementos que também devem pesar bastante na conjuntura. Um deles, constantemente proclamado, é a IGNORÂNCIA, e, com efeito, até certo ponto ela, a ignorância, contribui muito para o aumento de atos violentos. Mas quantos crimes, e crimes tenebrosos, estão ocorrendo constantemente entre elementos de países considerados "altamente civilizados"?!...Porventura são analfabetos todos os malfeitores que enchem as crônicas criminais em diversos países da América e da Europa.

 

Aqui entra a DOUTRINA ESPIRITA........................................

 

Veja-se a questão 930 de O LIVRO DOS ESPÍRITOS:

 

"Numa sociedade organizada segundo a Lei do Cristo ninguém deve morrer de fome".

 

O que está faltando na civilização é justamente a Mensagem do Cristo. Ataca-se muito a ignorância, mas é necessário observar e sentir o problema da criminalidade através de uma conjuntura, e não por um aspecto apenas. É muito importante abrir escolas, o primeiro empreendimento, ou seja, o foco inicial de luz. Todavia, o simples preparo intelectual sem uma boa educação, sem uma formação moral capaz de penetrar a alma, sem amor, pode transformar-se em instrumento perigoso, se o homem não souber fazer bom uso do que aprende. Assim, o caso não é instruir, apenas, porque a instrução é um meio, não é o fim em si. O caso é educar, acima de tudo. Como já se disse muitas vezes, a instrução informa ao passo que a educação forma

 

Educação puramente formal?

 

Obviamente que não. Por isso mesmo, Allan Kardec frisa bem o seu pensamento: "Não a educação intelectual, mas a educação moral; não a educação livresca, mas a que consiste na arte de formar caracteres, que dá hábitos.” Kardec próprio define a educação como sendo o conjunto de hábitos adquiridos.

A Filosofia Espírita, nunca leva a uma visão fatalista, prevê sempre a regeneração do espírito pela reforma moral, pela educação, pelo trabalho, pelo aperfeiçoamento das condições sociais. Daí, que em momento algum os Espíritos apresentaram a violência ou a força como solução para alguma coisa, mas sempre a educação, como fica bem expresso na questão 761.L.E: A lei de conservação dá ao homem o direito de preservar a sua própria vida; não aplica ele esse direito, quando elimina da sociedade um membro perigoso. - Há outros meios de se preservar o perigo, sem matar. É necessário, aliás, abrir e não fechar ao criminoso a porta do arrependimento. O Espiritismo como corpo doutrinário organizado, propõe em todas as situações soluções modernas e avançadas, ainda não superadas pelas modernas Ciências Criminais, Ciências Sociais e Educacionais, oferecendo a todos os estudiosos sérios, um campo vasto de reflexão, para toda a problemática, que hoje convida à visão holística. Que defende uma análise global e um entendimento geral dos fenômenos.

Se, os que não estudam o Espiritismo, sabem o, que ele não é nunca é demais dizer o que ele é para isso ninguém melhor que o Codificador Allan Kardec-(55) O que é o Espiritismo.

O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os espíritos; compreende todas as conseqüências morais, que dimanam dessas relações. Porque despida a roupagem carnal, o Eu individual não se extingue, e o espírito leva consigo toda a responsabilidade individual, fruto das suas ações nefastas, pela reencarnação, através das vidas sucessivas, volve ao palco educacional, como único meio de aperfeiçoamento espiritual, reencontrando-se com aqueles a quem prejudicou para reparação dos seus males.

 

Acreditando sempre na educação, não duvidemos nós os espíritas do pensamento de Léon Dennis e perseveremos sempre na busca de maiores conhecimentos que, nos permitirão agir no seio da sociedade como colaboradores das almas, que desta ou daquela forma nos foram confiadas, ou conosco se cruzaram nesta reencarnação, tendo para com todos compreensão. Quando as Ciências da Educação e o legislador penal estudarem com profundidade os postulados espíritas, serão confrontados com uma realidade que ignoram, o Espiritismo prevê toda uma política educacional e social, essencialmente preventiva.
Todas as almas são perfectíveis e susceptíveis de educação; devem percorrer os mesmos caminhos e chegar da vida inferior à plenitude do conhecimento, da sabedoria e da virtude.

 

“A Educação é uma das necessidades básicas para o  desenvolvimento integral do ser humano.”

 

O PORQUÊ” – Crônica...por Louren Junior...coordenação Espírito Matias Albuquerque


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!