CULTURA ESPÍRITA

ESPAÇO OFERECIDO PARA TUDO QUE SE RELACIONE A CULTURA ESPÍRITA (Ciência)

 

MONOGRAFIA – É (ERA)TUDO UMA BRICADEIRA! (INFANCIA) 

 

 TESE estudo resultado de 60 anos de vivência e Estudo da Doutrina Espírita.....Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque 

 

Ao desenvolver um assunto tão natural e importante na vida das pessoas que é a INFANCIA, nos propusemos através dos conhecimentos adquiridos na vivência e estudo da Doutrina Espírita aquilo que acreditamos servirá como fortalecimento do nosso interior (Espírito) 

 

Cursos como: DESENVOLVIMENTO HUMANO – EDUCAÇÃO, PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO, desenvolvidos pela UEMA – UNIVERSIDADE ESTADUAL do MARANHÂO servem como suporte importante no estudo desta MONOGRAFIA. 

 

 Fugimos as regras normais da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas por tratar-se de um Estudo INTERPESSOAL, não levando em consideração particularidades de nenhuma Instituição superior. 

 

Para desenvolver temas sobre a INFANCIA não podemos prescindir de HENRI WALLON, humanista 1879-1962. Em seus estudos, ao invés de separar, integrou os campos da inteligência, da afetividade e da motricidade, considerando a CRIANÇA e sua atividade a partir das suas reais condições de existência (TRANGTHONG, 1983; GALVÃO, 1995). 

Wallon adotou uma visão de desenvolvimento que se destaca pela abordagem concreta e multidimensional do ser humano. No processo de desenvolvimento da pessoa, Wallon explica que os fatores orgânicos são mais determinantes no início do desenvolvimento INFANTIL cedendo lugar aos fatores sociais, à medida que o ser humano cresce e é por eles afetado. Os fatores sociais dependem das condições oferecidas pelo meio e do grau de apropriação de cada sujeito. São fatores sociais: a cultura, a linguagem e o conhecimento. Tais fatores são decisivos na aquisição das condutas psicológicas superiores, as quais podem progredir sempre, num processo permanente de especialização e sofisticação 

 

 No Estudo constante da Doutrina Espírita também como WALLON fica patenteada a INFANCIA com os traços indelineáveis sobre a EVOLUÇÃO ESPIRITUAL do ser. Através as reencarnações o Espírito reencarnaste traz consigo toda aquela bagagem adquirida na sua interação físico-espiritual. Daí advém a grande possibilidade dos pais após acurado divisionamento e observação, notarem qualidades adquiridas dos filhos através da educação domestica. Possibilitando mesmo um adequado direcionamento desde seus primeiros passos aquele ser em desenvolvimento, sua postulação futura na sociedade, quer em atividade profissional ou intelectual. Suas habilidades mais consistentes ai são reveladas. 

 Vale a pena! Debruçar um pouco mais nesse conhecimento através da seriedade que a Doutrina Espírita nos oferece nesse campo cognitivo e cultural, 

 

Como também não podemos esquecer de JEAN PIAGET modelo seguido pela maioria dos Educadores e Psicólogos. Licenciado em Biologia 1918, iniciou seu trabalho em Instituições Psicológicas de Zurich e Paris, começando a desenrolar teoria sobre a natureza do conhecimento. Publicou vários estudos sobre a PSICOLÓGIA INFANTIL. 

 Recomendamos terem acesso aos estudos desses dois grandes valores humanistas, notadamente no que se refere a INFANCIA. 

 

 INFANCIA pressupõe contexto Social e Cultural, relações entre indivíduos de cultura. Mediante o ato de brincar a CRIANÇA explora o mundo e suas possibilidades e se insere nele de maneira espontânea e divertida, desenvolvendo assim suas capacidades cognitivas, motoras e efetivas. Se o brincar é social, a criança não brinca sozinha, ela tem um lar, um brinquedo, um ambiente, uma história, um colega, um professor que media essa relação e que faz do brincar algo criativo e estimulante, ou seja, a forma como o brincar é mediada pelo contexto da importância para que seja de qualidade e realmente ofereça a oportunidade de diferentes aprendizagens para a criança. Não há fase melhor que a infância. Podemos brincar a vontade, não temos responsabilidades e preocupações... É tudo uma grande brincadeira e nos divertimos muito. Só temos (tínhamos) tempo para a felicidade. Que tal pegar algumas fotografias e todos relembrar seus bons momentos e aquecer seu coração? 

 

 Aqui entra o propósito maior desta MONOGRAFIA, será mesmo que a INFANCIA é a mesma de tempos para cá. É muito comum e bem normal dizerem (mos): Como eu queria voltar à infância e ser feliz como antes, brincar como se não houvesse amanhã e aprender uma nova lição a cada dia. Acordar cedo não era tão ruim, pois eu sabia que encontraria em breve os meus melhores amigos na escola e poderia fazer daquele período o melhor possível. As férias eram boas também, eu tirava um tempo maior para me divertir, ver desenhos animados e passar com a minha família, já que eles se preocupavam com o meu bem-estar e me levavam para passear com freqüência. É, o tempo passou voando e hoje restam apenas as lembranças. 

 Da janela de nosso quarto (apto.) vejo que a chuva cai torrencial, carrega montanhas de lixo, na nossa INFANCIA, chuva era sinal de diversão, andar de bicicleta, sentindo a chuva bater forte no rosto, brincar n enxurrada ou correndo na água ou soltando barquinhos de papel. Ao menos sabíamos o que era brincar, tudo era tão simples, latinhas, pneus velhos. Tudo se transformava em brinquedo ou brincadeira, graças a nossa criatividade. Diversão garantida por um longo período. Tivemos muitos amigos, brincávamos juntos (meninas e meninos), brigávamos muito (meia hora depois, ficávamos “de bem”), dividíamos brinquedos e guloseimas. Tive apelidos, coloquei apelidos e, tudo bem? Não se conhecia a palavra BULLYING, e essas perseguições vergonhosas ainda não era coisa que traumatizava tanto. Criança brincava com criança, com ou sem brinquedo. Usávamos a imaginação e criatividade. Quando ganhávamos um presente e que nunca era o que queríamos, aceitávamos, pois era o que os pais podiam dar – e éramos gratos por isso. 

 

A INFANCIA de alguns anos atrás era bem melhor do que atualmente? As crianças interagiam umas com as outras de forma afetuosa? As de hoje vivem trancadas em casa jogando vídeo-game ou no computador, estão em constante isolamento social. Os programas educativos ensinavam as crianças agregarem valores, como a bondade, caridade, humildade e amor ao próximo. 

As crianças hoje tem uma vida bastante sedentária. A liberdade está cerceada pela implacável violência. 

 

Fomos crianças felizes! Por esse motivo, somos adultos felizes! Simples, não é mesmo? 

 

E vocês, o que podem nos contar de sua infância?

 

***************************************************

 

 

DOUTRINA ESPÍRITA! CIÊNCIA, FILOSOFIA é também RELIGIÃO? – Crônica....por Louren Junior....coordenação Espírito Matias Albuquerque. 

 

A DOUTRINA ESPÍRITA é uma Doutrina. - Doutrina de cunho Científico, Filosófico e MORAL. 

- Por que MORAL? - Porque não está atrelada a nenhuma religião! - Ela veio diretamente da orientação espiritual sem qualquer vinculação com segmentos religiosos. Kardec era uma cientista, não um religioso. 

A Doutrina dos Espíritos foi lançada em ambiente neutro, visto que foi codificada por uma pessoa completamente neutra das interferências religiosas. 

 Aí você me pergunta: - E onde fica o sentimento cristão? - Eu lhe respondo: - Por acaso Cristo era algum religioso? - Que Igreja ele fundou? - O sentimento Cristão, o sentimento de Gandhi, o sentimento de Yogananda, de Babaji, de Zaratrusta, ... não importa. O que importa é o EXEMPLO que esses Avatares nos deixaram! - Exemplos completamente despidos de religiosidades, de fanatismo corporativo, de rituais ou vestimentas características. 

 

 A palavra chave é o EXEMPLO MORAL que esses expoentes nos deixaram, e não, o exemplo religioso, mesmo porque eles nunca empunharam a bandeira de nenhuma religião. - Se você buscar a história universal, vai se esclarecer dessa realidade! Mas para atestar o que nos propomos: Preliminarmente vamos nos socorrer a varias opiniões que atestam a POLEMICA, que nem mesmo os Espíritas chegam a um acordo. 

 - Considero a DOUTRINA ESPÍRITA mais próximo de uma filosofia de vida, baseada em religiões antigas.Note que,apesar de criticarem a DOUTRINA ESPÍRITA, todas as religiões se referem a espíritos. Espirito Santo é um belo exemplo. Acredito sim, na DOUTRINA ESPÍRITA quando é passada de forma correta por seus líderes. A DOUTRINA ESPÍRITA é uma filosofia de vida baseada em religiões. A palavra "doutrina", já fala por si só !!! Como se fosse uma iniciação. - Se nessa religião tiver um homem que foi crucificado e ressuscitou dos mortos no terceiro dia eu considero religião. 

 - É uma doutrina. Ela não é uma religião porque não tem: 1-Rituais como batismo, casamento e comunhão; 2-Templos grandiosos; 3-Dogmas; 4-Líderes ou sacerdotes. Mas, infelizmente, tem um grupinho de espíritas que querem transformar a doutrina em uma religião...

 Acredito sim, na DOUTRINA ESPÍRITA quando é passada de forma correta por seus líderes. A DOUTRINA ESPÍRITA é uma filosofia de vida baseada em religiões. A palavra "doutrina", já fala por si só!!! Como se fosse uma iniciação. - A DOUTRINA ESPÍRITA ou Doutrina dos Espíritos, como o próprio nome diz é uma doutrina. A base dela é a filosofia, ciência e religião. Religião porque crê em Deus. Trocando em miúdos: Uma Doutrina Religiosa, se isso não for redundante. Dai as considerações: Depende do que considerarmos como Religião, pois se for à forma concebida tradicionalmente, onde existe hierarquia e cultos, então a DOUTRINA ESPÍRITA não é uma religião. 

 

Vejam estas palavras de Kardec: "Por que, pois, declaramos que a DOUTRINA ESPÍRITA não é uma religião? Pela razão de que não há senão uma palavra para expressar duas ideias diferentes, e que, na opinião geral, a palavra religião é inseparável da de culto; que ela desperta exclusivamente uma ideia de forma, e que a DOUTRINA ESPÍRITA não a tem. Se a Doutrina Espírita se dissesse religião, o público não veria nele senão uma nova edição, uma variante, querendo-se, dos princípios absolutos em matéria de fé; uma casta sacerdotal com um cortejo de hierarquias, de cerimônias e de privilégios; não o separaria das ideias de misticismo, e dos abusos contra os quais a opinião frequentemente é levantada." (Allan Kardec - Revista Espírita Dez/18Allan Kardec 68) 

 

Por outro lado, a religião, em sua essência, tem um significado mais abrangente. JESUS mesmo disse que aonde estiverem dois ou mais reunidos em seu nome, Ele também aí estaria. E é claro que não falava em reunião apenas por palavras exteriores, mas pelo entendimento e a prática do evangelho, em sua substância, e é nesta forma que podemos afirmar a DOUTRINA ESPÍRITA ser uma Religião. 

Trazemos novamente as palavras de Kardec: "Crerem um Deus todo-poderoso, soberanamente justo e bom; crer na alma e em sua imortalidade; na preexistência da alma como única justificativa do presente; na pluralidade das existências como meio de expiação, de reparação e de adiantamento intelectual e moral; na perfectibilidade dos seres mais imperfeitos; na felicidade crescente na perfeição; na equitativa remuneração do bem e do mal, segundo o princípio: a cada um segundo as suas obras; na igualdade da justiça para todos, sem exceções, favores nem privilégios para nenhuma criatura; na duração da expiação limitada à da imperfeição; no livre arbítrio do homem, que lhe deixa sempre a escolha entre o bem e o mal; crer na continuidade das relações entre o mundo visível e o mundo invisível, na solidariedade que religa todos os seres passados, presentes e futuros, encarnados e desencarnados, considerar a vida terrestre como transitória e uma das fases da vida do Espírito, que é eterno; aceitar corajosamente as provações, tendo em vista o futuro mais invejável do que o presente; praticar a caridade em pensamentos, em palavras e em ações na mais ampla acepção da palavra; se esforçar cada dia para ser melhor do que na véspera, extirpando alguma imperfeição de sua alma; submeter todas as suas crenças ao controle do livre exame e da razão, e nada aceitar pela fé cega; respeitar todas as crenças sinceras, por irracionais que nos pareçam, e não violentar a consciência de ninguém; ver, enfim, nas diferentes descobertas da ciência a revelação das leis da Natureza, que são as leis de Deus: eis o Credo, a religião da DOUTRINA ESPÍRITA, religião que pode se conciliar com todos os cultos, quer dizer, com todas as maneiras de adorar a Deus. É o laço que deve unir todos os Espíritas em uma santa comunhão de pensamentos, à espera que una todos os homens sob a bandeira da fraternidade universal." (Allan Kardec - Revista Espirita Dez/1868) 

 Parece uma contradição? Não, absolutamente não, existe a Religião formal, com praticas exteriores, como é concebida atualmente, e neste caso a DOUTRINA ESPÍRITA não é uma Religião. Mas na comunhão de pensamentos no mesmo ideal, em pura essência, então sim, a DOUTRINA ESPÍRITA é uma Religião! 

 

 Apenas depende do sentido que damos à palavra Religião! Complementando: A DOUTRINA ESPÍRITA contém o tríplice aspecto: Ciência, Filosofia e Religião! Ciência experimental, na relação entre o mundo material e espiritual; Filosófica que constitui seu corpo doutrinário, esclarecendo as experimentações; e as consequências morais, ou Religiosas! Ou como diz Emmanuel: “Em Espiritismo, a Ciência indaga, a Filosofia conclui e o Evangelho ilumina. Com a primeira, há movimento de opiniões, com a Segunda, temos a variedade de pontos de vista na matéria interpretativa e com o terceiro encontramos a renovação da alma para a eternidade. A Ciência e a Filosofia são os meios, o Evangelho é o fim. 

 

“A DOUTRINA ESPÍRITA é uma doutrina filosófica como qualquer filosofia espiritualista, com efeitos religiosos, pelo que forçosamente vai ter as bases fundamentais de todas as religiões DEUS, a ALMA e a VIDA FUTURA”...........Espirito Matias Albuquerque 

 

 “A DOUTRINA ESPÍRITA é CIÊNCIA porque caminha ao lado da matéria. Admite todas as verdades que a comprovam, mas aqui não se detém prossegue nas suas pesquisas pelo campo da ESPIRITUALIDADE”.....Louren Junior 

 

********************************************

 

 O “SUBCONSCIENTE” é o RESPONSAVEL PELA REENCARNAÇÃO? - CRÔNICA!.. Grupo de Estudos formados pelos Espíritos Madame CURIE e PIERRE CURIE..........por Louren Junior..........coordenação Espírito Matias Albuquerque.

 

SE NÃO LEMBRARMOS O QUE FIZEMOS PARA QUE SERVIRIA A REENCARNAÇÃO?

 

NA NOSSA ROTINA EM QUASE TODAS AS ATIVIDADES UTILIZAMOS APENAS A NOSSA CONSIÊNCIA RACIONAL E OBJETIVA, MAS, NA VERDADE O VERDEIRO “EU” ESTÁ NO SUBCONSCIENTE. JESUS DIZ QUE NÓS SOMOS DEUSES. MAS VIVEMOS ENVOLTOS NUM MUNDO MATERIAL MUITO DENSO EM QUE NOSSO CONTATO EXTERIOR É OS CINCO SENTIDOS.

 

NÃO PRECISA SER REENCARCIONISTA PARA ACREDITAR EM DEUS, COMO DISSEMOS QUE UTILIZAMOS APENAS A NOSSA CONSCIÊNCIA RACIONAL E OBJETIVA.

O Gênesis diz que somos a imagem e semelhança de Deus. MAS ACREDITAMOS SERMOS MAIS QUE ISSO, POIS EM NOSSO “SUBCONSCIENTE” ESTÁ TUDO GRAVADO, SENTIMENTOS, PENSAMENTOS, PALAVRAS E AÇÕES.

 

Foi isso que Jesus quis dizer: “até os fios de cabelo de vossas cabeças estão todos contados.” Reafirmando que não precisamos acreditar em Deus para sermos reencarnacionistas.

 

MUITO DE NOSSO COMPORTAMENTO VEM DE NOSSAS ESCOLHAS, DA VISÃO QUANDO ERAMOS CRIANÇAS, NOSSAS EXPERIÊNCIAS QUE NÃO LEMBRAMOS, MAS ISSO NÃO QUER DIZER QUE NÃO EXISTIRAM, ESSE PERIODO NOSSAS PRIMEIRAS IMPRESSÕES SOBRE AS COISAS, SOBRE O MUNDO.

 

LEMBRAMOS DE TUDO? CLARO QUE NÃO LEMBRAMOS! QUALQUER PESSOA SABE DISSO PSICOLOGICAMENTE, ISSO NÃO É DOUTRINA ESPÍRITA.

NÃO LEMBRAMOS ATÉ MESMO DO ACONTECIDO UM ANO ATRÁS. MAS, O FATO DE LEMBRARMOS NÃO QUER DIZER QUE NÃO TENHA ACONTECIDO, ESTÁ TUDO REGISTRADO. O NOVO CORPO QUE ASSUMIRMOS NÃO PODE VIR ARMAZENADO DAS NOSSAS MEMORIAS ANTERIORES. TUDO ESTÁ ARQUIVADO COMO SE FOSSE UM VIDEO CASSETE OU UM COMPUTADOR, TUDO QUE PUBLICAMOS SE COMPRAR UM NOVO COMPUTADOR NÃO VIRÁ COM ESSES ARQUIVOS MAS, O DONO DOS ARQUIVOS SOMOS NÓS,

 

TUDO QUE ESTÁ NELES, QUEM CONHECE SOMOS NÓS. POSSO ATÉ

FAZER TUDO DE NOVO PORQUE SOU O PRODUTOR. SE REFAZER VOU FAZER MUITO MELHOR, POR MAIS CONHECIMENTO ADQUIRIDO. NADA ESTÁ PERDIDO. ELE ESTÁ EM NÓS. TUDO QUE EXPERIMENTAMOS EM EXISTENCIAS ANTERIORES.

 

A DIFICULDADE DE NÃO COMPREENDER A REENCARNAÇÃO É NÃO IDENTIFICAR-SE COM O PERSONAGEM AQUI NO CASO OS PERSONAGENS Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque FOMOS PROGRAMADOS DESDE O PRIMEIRO DIA DE VIDA, PELO QUE VIU, PELO QUE SENTIU, PELO QUE OUVIU, PELO QUE DESEJOU, PELO QUE CONCLUIU.............. MAS. NÃO SOMOS SÓ ESSES PESONAGENS, SOMOS SERES IMORTAIS, INDIVIDUALIDADE, CONSCIÊNCIA, ESPIRITO O NOME NÃO IMPORTA. SOMOS SERES IMORTAIS.

OCUPANDO VARIOS CORPOS ATRAVÉS O TEMPO. SE HOJE SOMOS PAULO COMO PODEMOS ENTENDER QUE TEMOS QUE PAGAR PELOS ERROS DE PEDRO.

ESTAMOS CONSTANTEMENTE NUM APRENDIZADO. NÓS COLHEMOS O QUE PLANTAMOS, PORQUE ISSO É A LEI ENSINADA POR JESUS: "A CADA UM CONFORME SUAS OBRAS."

DAÍ PODEM ENTENDER AS DIFERANÇAS ENTRE AS PESSOAS, UMAS COM RAIVA, OUTRAS REVOLTADAS COM A CONDIÇÃO SOCIAL,....... DE TODOS OS TIPOS! PODEMOS ATRIBUIR A GENETICA, AO MEIO EM QUE VIVEM TUDO EXERCEM GRANDE INFLUENCIA, MAS NADA EXPLICA SATISFASTORIAMENTE. PESSOAS COM A MESMA GENETICA RECEBEM A MESMA EDUCAÇÃO E NO ENTANTO SÃO DIFERENTES.

 

NADA EXPLICA A JUSTIÇA DIVINA COMO A REENCARNAÇÃO. NADA EXPLICA A LÓGICA E O ENCADEAMENTO DA VIDA COMO A REENCARNAÇÃO! NO GÊNESIS DEUS PROIBE DE COMER DO FRUTO PROIBIDO DA ARVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL. CONHECER É PROIBIDO, QUESTIONAR É PROIBIDO, PENSAR É PROIBIDO.

 

CONHEÇA, QUESTIONANDO, PENSANDO!

 

Vamos ao que diz o “LIVRO DOS ESPÍRITOS” ditado pelos Espíritos Superiores à ALLAM KARDEC: II – Justiça da Reencarnação 171. Sobre o que se funda o dogma da reencarnação? — Sobre a justiça de Deus e a revelação, pois não nos cansamos de repetir: um bom pai deixa sempre aos filhos uma porta aberta ao arrependimento. A razão não diz que seria injusto privar para sempre da felicidade eterna daqueles cujo melhoramento não dependeu deles mesmos? Todos os homens não são filhos de Deus? Somente entre os homens egoístas é que se encontram a iniqüidade, o ódio implacável e os castigos sem perdão.

 

**************************

 

A LIBERDADE DIVINA ENGAIOLADA PELAS RELIGIÕES! – Crônica!....Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque.

 

Espiritualidade ela faz falta em sua vida?

 

Quando percebemos que somos alma ou espírito, o apego ao corpo não tem sentido. Sentimo-nos livres.

RELIGIÃO para uma grande maioria das pessoas sempre foi um problema. Como se constata famílias é compostas de Católicos, mas que nem sempre foram assim, outras evangélicas, umbandistas entre todas mesmo a Doutrina Espírita com um amadurecimento vertiginoso notadamente no Brasil com o advindo do médium CHICO XAVIER.

 

Como acontece em todas as famílias seus membros, foram batizados, freqüentam escolas dominicais fazem retiros e participam de reuniões de estudo e de eventos solidários.

Mas, dentre tudo isso por vezes não entendemos o porque nos somos sempre o certo e os outros os errados. Dentre os que são considerados errados segundo cada uma das Religiões, na verdade são nossos amigos, colegas do colégio depois na faculdade e os queremos bem e os temos como pessoas justas e corretas.

 

Talvez mais humanas as que se denominam cristãos e ostentam sua opção com a Bíblia sempre debaixo do braço.

Podemos tirar uma conclusão de tudo isto que e RELIGIÃO são coisas diferentes. Até mesmo por trás delas existam interesses menos dignos, nada divinos. Tornando uma fatia dessas pessoas rebeldes, pois não conseguem ficarem sentados ouvindo palestrantes que subestimam os ouvintes, como se estes não possam interpretar as escrituras sagradas.

Só a eles é revelada, por favor, nê de quem?

 

A História nos revela com pormenor situações análogas com muita preciosidade:

Dâmocles invejava Dionísio, governador de Siracusa, a cidade mais rica da Sicília do século 4. Acreditava que Dionísio era um bem-aventurado, que possuía tudo quanto um homem pode desejar. Até que foi convidado por Dioníso para trocar de lugar com ele por um dia. No banquete noturno, Dâmocles percebeu que havia sobre sua cabeça uma espada que pendia do teto, sustentada apenas por um fio da crina de um cavalo. Imediatamente perdeu todo o interesse naquele lugar de honra. Devolveu o trono ao seu legítimo dono e nunca mais invejou sua posição. O mito da espada de Dâmocles é geralmente usado para demonstrar a condição vulnerável dos que ocupam o poder. Mas pode também ser usado para demonstrar a morte que a todos espreita. Fala da efemeridade da condição humana. A espada de Dâmocles representa a insegurança, a vulnerabilidade, e aponta para a angústia que carregamos no peito em virtude da consciência de finitude, da certeza do fim. A miserabilidade do ser humano está no fato de que não somente é finito, como todas as demais criaturas, mas também e principalmente consciente da inexorabilidade de seu fim. Paradoxalmente, entretanto, essa angústia diante da morte é também a salvação do humano.

 

TIRE A IMOTALIDADE DO HOMEM E ELE CAI DE QUATRO, dizia NELSON RODRIGUES.

 

A ESPIRITUALIDADE expressa um senso de ETERNIDADE o que é verdade como exposto nos Livros da CODIFICAÇÃO da DOUTRINA ESPÍRITA através dos ensinos dos Espíritos Superiores a ALLAN KARDEC. A sobrevivência da alma depois da morte está provada, de maneira irrecusável e de alguma sorte palpável, pelas comunicações espíritas. Sua individualidade está demonstrada pelo caráter e pelas qualidades próprias de cada uma; essas qualidades, distinguindo as almas umas das outras, constituem a sua personalidade; se elas estivessem confundidas num todo comum, não teriam senão qualidades uniformes. Além dessas provas inteligentes, há ainda a prova material das manifestações visuais, ou aparições, que são tão freqüentes e tão autênticas, que não é permitido contradizer.

 

Paz. Muita Paz.....Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque

 

***************************

 

O MACACO FOI UTILIZADO PELO HOMEM (Espírito)! – CIÊNCIA ESPÍRITA!...Grupo de Estudos formado pelos Espíritos MADAME CURIE e PIERRE CURIE.....por Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque.

 

 

Pergunta pertinente: Se o homem é uma evolução do macaco porque continuam a existir? Pode confundir e enganar muita gente.

 

Pergunta comum nos que acredita na criação divina o homem criado por Deus a sua imagem e semelhança. Isso dá a entender que segundo a TEORIA DA EVOLUÇÃO, o Homo sapiens evoluiu dos macacos atuais

 

CHARLES DARWIN nunca afirmou ou escreveu sobre isso.

 

Os estudos mais recentes, baseados em fosseis e análises de DNA há cerca de 7 milhões de anos a África era habitada por um tipo de primata do qual descendem tanto o homem quanto os chimpanzés atuais. Seria como considerar que esse primata fosse o avô da família, os chimpanzés não nossos pais , mas nossos primos.

 

Vamos aqui segundo estudos mais aprofundados tanto na Espiritualidade quanto em contato direto com a materialidade postular como verdade senão um caminho apropriado a estudos mais elaborados.

 

O MACACO FOI UTILIZADOS PELO HOMEM (Espírito)?

 

Como todos sabemos mais precisamente os estudiosos espíritas os Espíritos sempre existiram nascem simples e ignorantes são seres que habitam o Universo e se moldam segundo suas características próprias a vários mundos (Planetas) usufruindo das economias de cada um em particular, mas que na realidade formam um todo que denominamos de Cosmos.

 

Estritamente em constante atrito com o Espiritual e o Material. (Combinações de fluidos aparentemente como acontece na materialização de espíritos doam tanto o encarnado como o desencarnado dizemos aparentemente) A materialização não é como podem sugerir a ideia de transformação da substância espiritual em substância material". Isso não parece certo. Na ectoplasmia não ocorre, nem materialização nem desmaterialização. O fenômeno em jogo tem as características da organização morfológica (modelação) de uma determinada substância material (o ectoplasma).  Quando um ser ou objeto de outra dimensão (espiritual) tornar-se visível e tangível, por condensação de substância sutil (ectoplasma) que se desprende do médium como da entidade Espiritual no caso aqui do Espírito Homem. )E, assim não foi diferente na concepção mais espiritualizada que o Espírito (homem ou mulher) nesse constante atrito (Combinações fluídicas) com suas propriedades chamadas pela Doutrina dos Espíritos ditadas a ALLAN KARDEC por perispirito.

Não confundido que o perispirito vai se formando somente através das reencarnações ele já vem implicito no espirto simples e ignorante e somente se desenvolve na atividade humana.

 

É um corpo fluídico é uma condensação do fluido cósmico. O corpo físico resulta da maior ou menor desse elemento que o transforma em matéria tangível.

Embora tenham origem comum às transformações moleculares são diferentes. Mas ambos são matéria em estados diferentes.

 

Ora! Entendam estamos falando da origem do homem no Planeta Terra o que pode também ocorrer em mundos diferentes no mesmo processo segundo a materialidade existente.

 

Incontestavelmente o macaco pré-existente segunda cada linhagem tem sua própria história de evolução. O ESPÌRITO em contato constante com os primatas adquiriu (Atrito – Combinações fluídicas) ) seu próprio molde trazendo consigo todas as características e elementos formadas desde o perispirito.

Um dos elementos de maior importância é o ECTOPLASMA (como foi dito) tanto fornecido pelo Espírito como pela Materialidade aqui no caso o MACACO.

 

Vamos o que afirma ALLAN KARDEC A Gênese, Allan Kardec, FEB, Rio de Janeiro, 1985, 28a ed., p. 212.

De certa forma corroborando com a nossa Tese, mas de forma simplista para a época hoje possivelmente seu Espírito desenvolveria todo o processo:

 

"Da semelhança, que há, de formas exteriores entre o corpo do homem e do macaco, concluíram alguns fisiologistas que o primeiro é apenas uma transformação do segundo. Nada aí há de impossível, nem o que, se assim for, afete a dignidade do homem. Bem pode dar-se que corpos de macaco tenham servido de vestidura dos primeiros espíritos humanos, forçosamente pouco adiantados, que viessem encarnar na Terra, sendo essa vestidura mais apropriada às suas necessidades e mais adequadas ao exercício de suas faculdades, do que o corpo de qualquer outro animal.

 

"Onde afirma que corpos de macaco tenham servido de vestidura dos primeiros espíritos humanos, forçosamente pouco adiantados;

 

Segundo nossos estudos: “O ESPÌRITO em contato constante com os primatas adquiriu (Atrito- Combinações fluídicas) ) seu próprio molde trazendo consigo todas as características e elementos formadas desde o perispirito.”

 

Diz ainda; VESTIU-SE ENTÃO DAS PELES DE MACACO sem deixar de ser Espírito humano.

 

Ora! Não tão simples assim, mas para a época bastava, na fusão (Atrito – Combinações fluídicas) ) dos elementos característicos de cada PERISPIRITO podendo entender-se que pela maturidade alcançada por pessoas espiritas ou não hoje o Espírito ALLAN KARDEC traçaria o roteiro mais seguro segundo Instruções dos ESpíritos Superiores.

 

Se compararmos os humanos, com outras espécies de animais no globo terrestre, podemos perceber que os homens são relativamente novos no planeta. Isso ocorre porque estudos arqueológicos e paleontológicos – estudos feitos com fósseis – , demonstram que todos os seres vivos passaram por um processo de seleção natural, em que só os mais adaptáveis às transformações da natureza e do meio poderiam sobreviver e deixar herdeiros de suas características. Da mesma forma ocorreu com o homem moderno ou, cientificamente falando, o homo sapiens sapiens.

 

Assistam o video (Interessante): youtu.be/6sLVN4bgawI

 

Leia mais: lourenjunior.webnode.com.br/cultura-espirita/

 

***************************

 

Crônica - APEGO PESSOAL EM DETRIMENTO AO TODO! ....por Louren Junior...coordenação Espírito Matias Albuquerque.

 

Nota-se um significativo APEGO PESSOAL às coisas INSIGNIFICANTES.

 

Se cada individuo pensar na felicidade geral de cada cidadão, pensar no bem da sociedade, se cada ser humano pensar no bem da humanidade.

Abandonando o individualismo, procurando resolver as questões sobre o bem de todos, certamente bons resultados serão colhidos. Cada ato praticado deve visar o bem geral, no que quer que façamos, não privilegiando a nossa própria conveniência. Mantendo firme a nossa convicção e a nossa consciência que pertencemos ao todo e assim procedendo adquirimos um modo correto de viver.

 

Abandonando o EGOISMO e trabalhar em beneficio de todos, este é, sempre o caminho certo e deva ser a atitude natural das pessoas. Nunca esquivar-se. Tomando atitude inadmissível argumentando: “Não vou fazer tal coisa porque não me agrada.”

Qualquer atitude do bem voltada em beneficio de todos, move a todos e faz com que a vida seja mais feliz.

 

Devemos nos envergonhar em nutrir sentimentos de descontentamento e insatisfações em detrimento de todos. Se acaso surgirem na mente essas insatisfações serão extinguidas, pois mesmo durante uma tempestade podemos conversar e rir com as pessoas numa convivência harmoniosa e feliz.

 

Temos familiares, amigos que nos amam sinceramente, as felicidades são incontáveis. Se apesar disso as vezes surgirem insatisfações é porque nossa mente ainda é muito pequena, muito mesquinha, muito individualista.

 

Leia mais: lourenjunior.webnode.com.br/cultura-espirita2/

 

************************************

 

Crônica - SOLIDARIEDADE!..............por Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque

 

POR QUANTOS QUE SE PODEM PREDISPOR SOLIDARIEDADE NÃO É SIMPLESMENTE UMA DAS FORMAS MAIS LINDAS, E PURAS QUE PODEMOS TRANSMITIR AO PRÓXIMO.

Além de um Ato Nobre, e de ajuda feitas através do coração. Faz-nos lembrar de que apenas na condução de nossos atos pensando no nosso “próprio umbigo” acarretamos o egoísmo e o individualismo próprio daqueles apoquentados pelo poder.

 

As tragédias os contratempos que se repete, o descuido pelo próprio procedimento na atenção daqueles que estão sob nossos cuidados resulta no descuro e na desobediência dos mais elementares atos, como: ações generosas, educadas, prestativas que nos envolvam.

A desatenção aos próprios cuidados se revela na consciência coletiva como uma gigantesca força em favor daqueles que foram desprovidos desses cuidados e o imprescindível é simplesmente ser útil e ajudar de alguma maneira as pessoas que necessitam de uma mão estendida.

 

Portanto a solidariedade humana ainda existe sim, e por isso que devemos passá-la sempre à frente. E como seres humanos a mensagem maior que podemos transmitir é sempre buscar ajudar uns aos outros sem interesses.

Os compromissos não são o bastante pela pressa que exigem para resolvê-los. Da sua conta quantas vezes não atropelamos os bons costumes e as boas atitudes para com o nosso próximo.

 

Convidamos-te para sobre a importância da fraternidade verdadeira, descobrir o que cada um faz de melhor, a respeitar e amar as pessoas pelo que elas fazem dentro do plano traçado pelo Cristo e não dentro de nossa ótica distorcida. Paulo (I Tessalonicenses, 5:13)

 

Essa advertência deve ser estendida a todos os setores de nossa vida, na família, no trabalho, na amizade e na religião.

É que o espírito, quando ama verdadeiramente, encontra mil meios de auxiliar, a cada instante, e o próximo, na essência, é o degrau que nos aparece diante do coração, por abençoado caminho de acesso à Vida Celestial. Emmanuel – Chico Xavier

 

O PRÓXIMO àquele que é lembrado em todos os livros das Revelações, em todos os livros Sagrados, lembrado em todas as assembleias que se fazem em nome do Senhor e que pedem que vejamos nele nosso irmão.

 

A quem Jesus aconselhou a amar como a nos mesmos.

 

“Amar o próximo como a si mesmo: fazer aos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós”, é a expressão mais completa da caridade, porque resume todos os deveres do homem para com o próximo, Não podemos encontrar guia mais seguro, a tal respeito, do que devemos fazer aos outros, aquilo que para nós desejamos.

Com que direito exigiríamos dos nossos semelhantes melhor procederem, mais indulgência, mais benevolência e devotamento para conosco, do que os temos para com eles?

 

É dessa forma que as criaturas podem acelerar sua evolução, melhorando-se mutuamente e ajudando os outros a se melhorarem. Lembrando, que quando nos relacionemos com as pessoas, o fazemos com humildade e respeito.

 

O PROXIMO, aquele que nos socorre nos momentos de sofrimento, de angustia, de tormentos, Aquele que no trato diário nos permite dar um pouco de nós mesmos, para tranquilizá-lo e apaziguá-lo.

 

ALLAN KARDEC pergunta aos Espíritos Superiores: De que maneira pode a Doutrina Espírita contribuir para o progresso? “Destruindo o materialismo, que é uma das chagas da sociedade, ele faz que os homens compreendam onde se encontram seus verdadeiros interesses. Deixando a vida futura de estar velada pela dúvida, o homem perceberá melhor que, por meio do presente, lhe é dado preparar o seu futuro. Abolindo os prejuízos de seitas, castas e cores, ensina aos homens a grande solidariedade que os há de unir como irmãos.”

 

Espírito Matias Albuquerque: Damos nossa vida ao servir. Temos muitas oportunidades de servir. Podemos fazer pequenos atos de bondade para nossos vizinhos, participar de serviço comunitário, cumprir com nossas responsabilidades nas congregações locais ou contribuir com o trabalho humanitário em larga escala. Essas ações, grandes ou pequenas, fazem-nos sentir a felicidade de estarmos ligados a nossos irmãos e nossas irmãs e lembram-nos de que Deus frequentemente permite que sejamos a resposta à oração de alguém.

 

Assistam o video Espetacular: www.facebook.com/munizleavida/videos/1377124879018469/

 

*************************************

 

PARABÉNS! Centro Espírita "MARIA DE NAZARETH" 94 anos de História.

 

Centro Espírita “MARIA DE NAZRETH” 01 de Abril de 1923 – 01 de Abril de 2017 94 anos de história Fundado em 1º. de Abril de 1923 94 anos de atividades ininterruptas.

Sede Própria inauguração Dezembro de 1926. 94 anos de História.

 

 

Comprometido com o que de mais sóbrio e cristalino possa mostrar-se à nossa inteligência, o Centro Espírita Maria de Nazareth tem como sua maior missão o aprimoramento do Ser Humano, através dos estudos, das práticas mediúnicas e do serviço social. São assistidos todos os irmãos encarnados ou viventes na Pátria Maior que aportam há mais de 94 anos nesta Casa de Bênçãos, em busca de auxílio ou esclarecimento.

É um local onde se estuda e se vivencia a Doutrina Espírita, organizada e estruturada em conformidade com os princípios básicos do espiritismo, codificados por Kardec. Desde o início das atividades em 1.923, os seus fundadores, idealistas por excelência, já entendiam da necessidade de haver esse contato mediúnico com os espíritos, cujo legado foi passado aos seus sucessores, que mantêm viva essa chama que enaltece e patenteia o trato com a espiritualidade.

O Centro Espírita Maria de Nazareth é um local de encontro de espíritos encarnados e desencarnados. Não adota qualquer forma de culto, não se ocupa de dogmas, não adota sacramentos, rituais ou idolatrias. Os espíritos se encontram ou se reencontram, revelam suas tendências, por vezes amargam suas conseqüências, dão vazão aos seus devaneios, seus ajustes e reajustes, suas venturas ou desventuras. Mostram a realidade da vida espiritual, compreendem por fim que é melhor a prática do bem. Percebem que o seu contato com pessoas generosas faculta um estímulo para o crescimento espiritual.

A singeleza, a honestidade de propósitos e de ideal, manifesta-se em toda a atividade da Casa. A prática da caridade no seu sentido mais profundo e mais abrangente será sempre o seu objetivo principal. É o espaço em que todos convivem harmoniosamente, reintegrando a família, evidenciando os compromissos com o Ser Humano, valorizando a vida e levando a busca da felicidade. Que a paz de Jesus esteja em nossos corações.

................................Espírito Matias Albuquerque

 

SEDE ATUAL

 

Amigos(as)! É sempre uma feliz lembrança comemorar data tão festiva. Me lembro ainda pelos idos de 1960 quando iniciava os primeiros passos dentro da Doutrina Espírita como Movimento regenerador. Uma feliz lembrança daqueles que com prestimosa e carinhosa atenção guindava meus primeiros passos como a saudosa Espírito Joaquina Almeida Silva e Luiz Gomes da Silva, Alvaro Gomes da Silva, Felipe Gimenez Garcia, Miguel Basile, Ossif Elmec, Elizabeth Gomes da Silva, Deolinda Gonçalves, Terezinha e tantos outros de feliz lembrança.

............................Lourenço Rendesi Junior (Louren junior)

 

Centro Espírita “MARIA DE NAZRETH” 01 de Abril de 1923 – 01 de Abril d 2016 94 anos de história Fundado em 1º. de Abril de 1923 94 anos de atividades ininterruptas. SEDE ATUAL 2017 Fundado em 1o. de Abril de 1923, por Antônio Pereira Resende, José Rodrigues do Amaral, Benedito Raimundo, Luiz Gomes da Silva e sua esposa Joaquina de Almeida da Silva e tantos outros que os seguiram e continuam a obra dos pioneiros e mantém até hoje após 94 anos de atividades ininterruptas a mesma chama que esclarece e consola através dos livros ditados pelos espíritos à Allan Kardec. Desde Dezembro de 1.926 funciona em sua sede própria à Trav. Maria de Nazareth, 91 – V. Guilherme - São Paulo – SP.

Entre as várias iniciativas do MARIA DE NAZARETH destacamos a fundação da primeira União da Juventude Espírita do Brasil, em Novembro de 1.935, denominada UNIÃO DA JUVENTUDE ESPÏRITA DO DISTRITO DE SANTANA. Inaugurava em Outubro de 1942 a primeira escola promovida por uma entidade espírita de Ensino Fundamental, chegando abrigar 100 alunos com o aval da Secretária de Educação de S. Paulo, denominada Externato "ALLAN KARDEC", anexa ao C.E. Maria de Nazareth.

Fez parte do primeiro movimento de Unificação em São Paulo, surgido em 1937 com o nome de ALIANÇA, e em 1955 incorporou-se a USE – União das Sociedades Espíritas do Est. de S. Paulo e posteriormente à Federação Espírita de São Paulo.

Desde sua Fundação é filiado a FEB – Federação Espírita Brasileira. Além da atividade doutrinária, o Centro oferece atendimento médico gratuito com fornecimento de remédios gratuitamente, além da distribuição de cestas básicas a famílias carentes.

 

www.facebook.com/photo.php?fbid=301442973236797&set=pb.100001132908150.-2207520000.1364748729&type=3&src=http%3A%2F%2Fsphotos-d.ak.fbcdn.net%2Fhphotos-ak-ash4%2F431211_301442973236797_89663863_n.jpg&size=448%2C336 E

 

Endereço Trav. Maria de Nazareth, 91 - V. Paiva - SP. Brasil. www.centroespiritamarianazare.com.br Leia mais: https://lourenjunior.webnode.com.br/news/maria-de-nazareth/

 

****************************************

 

O CENTRO ESPÍRITA É UMA ESCOLA!........não é uma IGREJA! Crônica.....por Louren Junior...... coordenação Espirito Matias Albuquerque.

 

ATUALMENTE O MUNDO É UMA ENCHURRADA DE CRITICAS.

DE IMEDIATO UMA GRAVE CRISE. GUERRAS, TERROR, FOME, DOENÇAS, DROGAS, CRIMES, VIOLÊNCIA, GOVERNOS TOTALITÁRIOS (O Brasil não é exceção a Ditadura Branca norteia os porões do Congresso Nacional. Só se interessam o que parece bom para o Poder.), CORRUPÇÃO, DESEQUILIBRIO ECOLÓGICO estes alguns indicadores desta realidade.

Diante dessa realidade nos questionamos: PORQUE ESSE MUNDO ESTÁ COMO É?

 

AS PESSOAS TEM HAVER COM TUDO QUE OCORRE? IDENTIFICA COMO ELAS SÃO?

O PORQUE DE SORMOS COMO SOMOS?

SERIA POR FALTA DE INSTRUÇÃO. FALTA DE ELEMENTOS PARA UM APRENDIZADO CONSTANTE, COMO SALAS DE AULA, MESTRES, LIVROS?

MESMO COM ESSES RECURSOS ABUNDANTES, AS PESSOAS SE AUSENTAM NÃO TÊM ACESSO A ALGUNS CONHECIMENTOS FUNDAMENTAIS, POIS GRANDE PARTE DA SOCIEDADE NÃO TÊM O HABITO DE LER E MUITAS SÃO AS INSTRUÇÕES CONFLITANTES.

 

- MAS AFINAL, QUE CONHECIMENTOS SÃO ESTES?

É UMA COMBINAÇÃO DA LOGICA, DA REFEXÃO É A COERENCIA DA VALORIZAÇÃO DA VIDA, está ai nas propostas nos códigos religiosos. A NOSSA CULTURA NÃO PROMOVE DEBATES LIVREMENTE AS QUESTÕES DA VIDA SOB A LUZ DA FILOSOFIA, DA CIÊNCIA E DA RELIGIÃO. PREFEREM TRATAR COMO ORGANIZAÇÕES OU COMPARTIMENTOS SEPARADOS QUE SE RECUSAM A DIALOGAR ENTRE SI.

PSEUDO-FILOSOFOS NÃO ADMITEM EXPERIMENTOS CIENTIFICOS, DIZEM SER COLOCAÇÕES CONSIDERADAS RELIGIOSAS. NA IGREJA SE REJEITAM A CIÊNCIA E OS QUESTIONAMENTOS FILOSOFICOS.

POR SUA VEZ OS LABORATÓRIOS CIENTIFICOS NÃO ACEITAM COLOCAÇÕES RELIGIOSAS. O QUE ACONTECE! DÁ A IMPRESSÃO QUE CADA UM TEM UMA PEÇA DO QUEBRA-CABEÇA, MAS NÃO QUER DIVIDI-LA COM O OUTRO, POIS NEM CONSEGUE VER O BENEFICIO PARA SI MESMO.

E DENTRO DESSE PRISMA SOBRE QUEM SOMOS E O QUE SOMOS, QUE O CENTRO ESPÍRITA DEVA COMO JÁ O É UMA ESCOLA PERMITINDO QUE CADA INTERESSADO PARTICIPE DO DEBATE, DO ESTUDO, DO EXERCICIO, DA PESQUISA E DA CONSTRUÇÃO DE RESPOSTAS QUE O AJUDEM A CONSTRUIR E EXERCITAR CONCIENTEMENTE SEU LIVRE-ARBITRIO.

 

O CENTRO ESPÍRITA FUNDAMENTADO NOS SEU PRINCIPIOS BÁSICOS E NO CONHECIMENTO QUE SÃO A FILOSOFIA, A CIÊNCIA E RELIGIÃO DEVA SER UM REFLEXO DA VIDA EM TODA SUA DIVERSIDADE E COMPLEXIDADE.

AS ESCOLAS INTRODUZIR O CURRICULO ESPIRITISTA, PARA QUE OS ESTUDANTES MUNIDOS DE UMA VISÃO MAIS ABRANGENTE POSSAM EVITAR AS ARMADILHAS DA IGNORÂNCIA SOBRE AS LEIS NATURAIS ATÉ ENTÃO NÃO ESTUDADAS EM NOSSOS CURRICULOS MATERIALISTAS.

DEVEMOS SALIENTAR QUE AS DIVERGENCIAS ENTRE A CIÊNCIA E IGREJA, SÃO NA REALIDADE ENTENDIDAS COMO RELIGIÃO ORGANIZADA, HIERARQUIZADA PROCUPADA EM DEFENDER SUA AUTORIDADE, ATRAVÉS DA DEFESA DOGMATICA JÁ SUPERADAS.

 

COM A DEVIDA COMPREENSÃO DO LIVRE-ARBITRIO NÃO HÁ COMO IMPOR UMA CRENÇA POR MAIS VERDADEIRA QUE PAREÇA.

 

Algumas considerações se fazem necessárias.

 

O Centro Espírita é local de encontro, tanto de encarnados como de desencarnados. Esta característica é distinta, não adota qualquer forma de culto, não se ocupa de dogmas, não adota sacramentos, rituais, idolatrias ou qualquer outra ingerência, quer quanto hierarquia sacerdotal ou suposto mando individual. É antes de tudo um trabalho de equipe e a preparação de seus colaboradores.

 

“NA SUA CONSTANCIA CADA SER OLHA, PENSA, COMPARA, CONCLUI E VIVENCIA SUAS PRÓPRIAS EXPERIÊNCIAS QUE SE REVELAM DO SEU INTERIOR,”

 

“O CENTRO ESPÍRITA É UMA ESCOLA......... NÃO É UMA IGREJA

 

**********************************

 

OS ESPÍRITOS DESENCARNADOS SE ALIMENTAM? – Crônica!...por Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque.

 

SEMPRE É TEMPO DE ESCLARECER-SE, tem assuntos que realmente mesmo com algum conhecimento sobre a vida espiritual nos tolhe no momento em que a duvida se faz prevalecer. Notadamente o assunto em questão raramente abordado.

 

MINHA MULHER MARIA LÉA MUNIZ, com interesse profundo sobre a vida espiritual e com um polpudo conhecimento dos meandros que o Espírito percorre, nos faz a seguinte indagação:

OS ESPÍRITOS DESENCARNADOS SE ALIMENTAM?

 

Maria Léa Muniz boa lembrança um assunto que raramente é objeto de analise e compreensão.

 

COMO PREMISSA HÁ AQUELES QUE AINDA PODERÃO AFIRMAR QUE OS ESPÍRITOS NÃO PODEM COMER, POIS NÃO TÊM ORGÃOS FISICOS COMO O CORPO FISICO.

COMO TAMBÉM PRIMEIRAMENTE PODEMOS AFIRMAR QUE OS ESPIRITOS NÃO TEM OLHOS COMO OS ENCARNADOS, MAS CONSEGUEM ENXERGAR.

 

PORQUE SEM ESTOMAGO NÃO PODERIAM COMER?

TAMBÉM QUE NÃO TÊM CEREBRO, MAS PENSAM. O ARGUMENTO NÃO SE SUSTENTA.

OUTRA OBJEÇÃO BASEADA NA QUESTÃO 254 DE O LIVRO DOS ESPÍRITOS, QUE TRATA DA FADIGA NOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS.

NÃO PODEM SENTIR FADIGA COMO ENTENDEIS, CONSEGUINTEMENTE, NÃO PRECISAM DE DESCANSO CORPORAL COMO VÓS, POIS NÃO POSSUEM ORGÃOS CUJAS FORÇAS DEVAM SER REPARADAS.

 

“Há sensações que têm sua fonte no próprio estado de nossos órgãos. Ora, as necessidades inerentes ao nosso corpo não podem ocorrer, desde que o corpo não existe mais. O Espírito, portanto, não experimenta fadiga nem necessidade de repouso ou de nutrição, porque não tem nenhuma perda a reparar.”

Revista Espírita de Abril de 1850, em “Quadro da Vida Espírita.”

 

ASSIM TAMBÉM PODEMOS AVENTAR: OS ESPÍRITOS TEM SEXO? Observem que os Espíritos se utilizam da frase “como a entendeis” como na Questão 200 do Livro dos Espíritos.

Resposta: “Não como o entendeis”, e é neste sentido que Kardec escreve que os espíritos não se nutrem. Em outras palavras, os espíritos não se nutrem como nós encarnados.

 

MAS NÃO OBSTANTE SE NUTRIREM ESPIRITUALMENTE, COMO É SUGERIDO NO LIVRO “A GENESE” OS ESPÍRITOS CONDENSAM AS ENERGIAS EM FORMA DE ALIMENTOS. PELO PENSAMENTO, ELES IMPRIMEM FLUIDOS DIRECIONADOS, OS AGLOMERAM, COMBINAM OU DISPERSAM, ORGANIZAM CONJUNTOS QUE APRESENTAM APARÊNCIA, FORMA E COLORAÇÃO, MUDAM-LHES AS PROPRIEDADES, COMO UM QUIMICO MUDA A DOS GASES OU DE OUTROS CORPOS, COMBINANDO-OS CONFORME LEIS.

 

SEGUNDO ALLAN KARDEC QUANDO ABORDA “FLUIDOS”: “O pensamento, portanto, produz uma espécie de efeito físico que reage sobre o moral, fato este que só o a DOUTRINA ESPÍRITA podia tornar compreensível. O homem o sente instintivamente, visto que procura as reuniões homogêneas e simpáticas, onde sabe que pode haurir novas forças morais, podendo-se dizer que, em tais reuniões, ele recupera as perdas fluídicas que sofre todos os dias pela irradiação do pensamento, como recupera, por meio dos alimentos, as perdas do corpo material. Esta é a mensagem da Doutrina Espírita, tornando a presença de alimentos no mundo dos espíritos algo não tão exótico, como pode parecer inicialmente, e fazendo com que os relatos existentes em obras espíritas consagradas sejam, na verdade, a confirmação de princípios doutrinários como a manipulação do Fluido Cósmico Universal pelos espíritos e a absorção de energias espirituais. -

 

“É UM GRANDE LABORATÓRIO DA VIDA ESPIRITUAL.”

 

****************************************

 

CRÔNICA! - O grande erro. CORRIGIR ALLAN KARDEC.....Louren Junior e Espirito Matias Albuquerque

 

O pedantismo CULTURAL de muitos espíritas os afastaram das pesquisas sobre os mais importantes aspetos da DOUTRINA ESPÍRITA, para se entregarem a elucubrações pessoais gratuitas, dispersivas e não raro absurdas. Um campo aberto para as MISTIFICAÇÕES. Brilhar aos olhos vazios do mundo é vaidade de subordinarem-se e querer adaptar a DOUTRINA ESPÍRITA as conquistas modernas da ciência ao invés de submeteram-nas ao esquema Doutrinário.

Socialmente ainda carecemos do enfrentamento com Campanhas Difamatórias das Igrejas e das Instituições Cientificas compreendendo-se em conseqüência que a maioria dos espíritas a DESCONHECEM.

 

Muito se tem avançado nesse aspecto do conhecimento notadamente com respeito a MEDICINA. Podemos citar como referencia na atualidade os estudos realizados pelo Geneticista Dr. Sérgio Felipe de Oliveira na USP – SP. E o suporte dos que anteviram essa NOVA CIVILIZAÇÃO a CIVILIZAÇÃO DO ESPÍRITO Como sabemos de tempos em tempos a divindade envia ao orbe terrestre almas de alta envergadura capacitadas a realizar missões de progresso junto à humanidade. Alguns são dotados de uma luminosidade, como o caso do Cristo de Deus. Outros em gradações evolutivas diversas vêm de igual forma, trazer seu contributo a história do pensamento humano.

 

A morte de Socrates

 

 

Alguns na área cientifica, outros na área filosófica e outros ainda na área religiosa, tais como Sócrates, Platão, Buda, Dalai Lama,Lavoisier, Paulo de Tarso, Cura D’ars,, Swendenborg, Andrew Jackson Davis, Daniel Dunglas Home, Elizabeth d'Esperance, William Stainton Moses, William Eglinton, Charles Foster, Henry Slade, Willian Crookes, Arthur Conan Doyle, Leon Denis, Gabriel Delanne, Camile Flammarion, Ernesto Bozzano, Raymond Auguste Quinsac Monvoisin, Vistorien Sardou, Bezerra de Menezes, Chico Xavier, Tereza de Calcutá, Mahatma Gandhi, Berzerra de Menezes, Herculano Pires, Deolindo Amorim, Francisco Candido Xavier, e outros.

Dentre estes como afirmamos destacamos aquele que uniu as três áreas e ficou conhecido mundialmente como ALLAN KARDEC.

 

Hoje o materialismo com o avanço tecnológico desde a II Guerra Mundial sofreu um aceleração muito acentuada, fazendo com seu ápice que se revelem as entranhas da matéria com seus segredos. E daí a confirmação da validade da CULTURA ESPÍRITA.

Assim como os pioneiros citados vai desabrochando uma NOVA CIVILIZAÇÃO a CIVILIZAÇÃO DO ESPÌRITO. E como desenvolve-la? É necessária a integração dos homens nos seus princípios e pressupostos. Uns e outros se encontram nos livros de Kardec, mas se esses livros não forem realmente estudados, investigados na intimidade pro­funda dos textos e transformados em pensamento vivo na realidade social, a civilização não passará de uma utopia ou de uma deformação da realidade sonhada.

 

Para o homem espírita construir a Civilização do Espírito é necessário que a viva em si mesmo, na sua consciência e na sua carne, pois é nesta que a relação da consciência com o mundo se realiza. E para isso não bastam os livros, é necessário o concurso de todos os meios de comunicação: a palavra, a imprensa, o rádio, a televisão, e NOTADAMENTE A INTERNET e mais ainda, a prática intensiva e coletiva dos princípios doutrinários de maneira correta e fiel.

 

Longe a idéia de desfrutarmos e suportarmos o que DEUS faz. Não há espaço na DOUTRINA ESPÍRITA. O que DEUS faz se realiza através dos homens capazes de captar sua vontade e excuta-las. Não há milagres, nem ações mágicas na natureza, A vontade e DEUS se cumpre através dos Espúrios desde o controle das formações atômicas até o crescimento dos vegetais.

 

De maneira explicita e minuciosa ALLAN KARDEC repetiu essa mesma verdade. No mundo humano os Espíritos encarnam, fazem-se homens para modelá-lo. Cada um com sua tarefa individual e intransferível. O que não cumpre fracassa. A falência quase total do Cristianismo resultou dessa inobservância.

E ALLAN KARDEC dois mil anos depois da pregação do Cristo partiu para a DOUTRINA ESPÍRITA. Foi intensa a batalha contra as infiltrações de Doutrinas estranhas, de espiritualismo rebarbativos, no meio espírita. Esforço gigantesco de Léon Denis e Conan Doyle para mostrar que DOUTRINA ESPÍRITA é uma nova concepção do homem e da vida que não se pode confundir com as escolas espiritualistas ancestrais, carregadas de superstições e princípios individualmente afirmados ou provindos de tradições longínquas, sem nenhuma base de critério científico.

 

O que o mesmo não deve acontecer hoje entre nós, sob a complacência de instituições representativas da doutrina e o apoio fanático de lideres carismáticos, piegas espirituais. A imprensa espírita, Livros, Palavra, Radio, Televisão, jornais e notadamente a INTERNET deva ser uma labareda, irradiando o foco de manifestações semeando e colhendo para que “O ÓBOLO DA VIUVA NÃO DESGARRE DOS COFRES DO TEMPLO E DO DESVÃO DO CHÃO NÃO CHEGUE A SECURA DOS CORAÇÕES.”

 

A preocupação com as Escolas Espíritas não devam ter o sentido maior que a própria divulgação da DOUTRINA ESPÍRITA em todos os meios disponíveis em que a EDUCAÇÂO se apresente. É necessário que se diga tudo isso, que se escreva e semeie essa verdade dolorosa, para que toque os corações, na esperança de uma reação que talvez não se verifique, mas que pelo menos se tenta despertar.