A MIDIA, FEMINICIDIO e visão ESPÍRITA!...CRÔNICA!....Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque

20/02/2020 10:30

A MIDIA, FEMINICIDIO e visão ESPÍRITA!...CRÔNICA!....Louren Junior e Espírito Matias Albuquerque

 

Há uma necessidade URGENTE para que profissionais da IMPRENSA se aprimorem e incluam nos seus currículos o aspecto DIREITOS HUMANOS para que aumentem seu conhecimento sobre violência de GÊNERO

 

E comum à abordagem de jornalistas e os meios de comunicação na divulgação sem se aterem ao aspecto HUMANO da vitima e as politicas publicas de que dispõem.

 

Sem se inteirarem se procuraram o Estado a MIDIA (Jornalistas) contribuem na CULPALIZAÇÃO da vitima, citando os agressores como “fora de si”, “sob efeito de drogas ou álcool” ou “transtornados” na hora do crime.

 

E quando não muito estavam em defesa da “honra”, quando se trata de estupro dizem que a vitima “provocou a situação”.

 

Toda cobertura jornalística deve conter e orientar a MULHER quais os meios que o Estado fornece (Legislação) para não a “banalização” da MULHER.

 

Varias são as questões que pode serem abordadas, sem nenhum prejuízo tomando “partido! Já que é uma função do Estado tanto agindo ou se omitindo por politicas publicas não asseguradas ou ainda pela EDUCAÇÃO que não prevê o direito dos outros.

 

A EXPOSIÇÃO das vitimas sem nenhum escrúpulo, sem tratamento de edição é uma VIOLAÇÃO de direito e vulnerabiliza e incrementa o SENSACIONALISMO exacerbado.

 

A MIDIA não vem contribuindo para uma informação qualificada sobre o significado da VIOLÊNCIA e dos instrumentos legais, que podem ser utilizados principalmente as mais humildes, acerca  dos seus “direitos” e lutar por eles.

 

A Lei "MARIA da PENHA" A finalidade da Lei Maria da Penha é proporcionar instrumentos que “coibir, prevenir e erradicar” a violência doméstica e familiar contra a mulher, garantindo sua integridade física, psíquica, sexual, moral e patrimonial, a conhecida violência de gênero.

Lei que deva ser aprimorada, pois um quesito muito intrigante não funciona na prática, que se refere ao pretenso agressor estar fora do alcance da pretensa vitima a pelo menos 500 metros da sua moradia. Como é quem vai administrar essa IMPOSIÇÃO? Sabemos que grande parte do  FEMINICIDIO se deu com essa clausula por enquanto inificiente.

 

Podemos afirmar A MIDIA “vende violência”?

 

Na VISÃO ESPÌRITA nós esclarece? Que a violência é uma doença da alma, tanto do ponto de vista espiritual quanto de natureza psíquica. E para essa violência URBANA, que se transformou em uma guerra não declarada, a única solução é a EDUCAÇÃO!

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!