Uma Grande VERDADE! “O AMADURECIMENTO ESPIRITUAL NÃO DÁ SALTOS.”......por Louren Junior

07/01/2013 23:48

Uma Grande VERDADE!

“O AMADURECIMENTO ESPIRITUAL NÃO DÁ SALTOS.”......por Louren Junior

O que demonstra uma das Reencarnações de ALLAN KARDEC.

O que têm em comum ALLAN KARDEC e JOHN HUSS

JOHN HUSS,  nasceu por volta do ano 1370, na Boêmia - região que, no mapa geopolítico mundial, é ocupada, hoje, pela República Tcheca, país do Leste Europeu. Em 1400, foi ordenado sacerdote e, desde o início de seu ministério, quando assumiu o púlpito da
Capela de Belém, em Praga, tomou-se um estorvo, um incômodo para alguns de seus colegas. Pregava insistentemente contra os privilégios do clero, e defendia a necessidade urgente de uma reforma religiosa. A eloqüência de suas pregações fez com que, rapidamente, boa parte da população o seguisse.
 

JOHN HUSS traduziu o Novo Testamento para a língua boêmia e tornou-se um simpatizante das obras de John Wycliffe (1329-1384), um reformador inglês. Impedido de pregar - Influenciado por algumas das doutrinas wiclifistas, JOHN HUSS pregava, dentre outros pontos, a autoridade suprema da Bíblia e a predestinação - doutrinas negadas, até hoje, pela Igreja Católica. Era a época em que existiam três papas comandando a Igreja, e ninguém sabia ao certo quem era o legítimo. Feito reitor da Universidade de Praga, JOHN HUSS apoiava Alexandre V, eleito no Concílio de Pisa. No entanto, o arcebispo local era fiel a outro papa - Gregório XII - e, por causa da disputa política, o arcebispo fez com que JOHN HUSS fosse impedido de pregar.

JOHN HUSS - que significa ganso na língua boêmia - não obedeceu à proibição e, por isso, foi excomungado em 1411. Entretanto, seu pior ato de insubordinação, e o que gerou sua condenação à morte, foi à crítica feroz a uma atitude do terceiro papa João XXIII. Em guerra contra o rei de Nápoles, aquele papa decidiu financiar o conflito com a venda de indulgências (remissão de pecados mediante pagamento à Igreja com determinada quantia em dinheiro). Os vendedores chegaram à Boêmia, tentando usar todo tipo de método para persuadir seus "fregueses". JOHN HUSS imediatamente, protestou e afirmou que só Deus poderia conceder indulgências e ninguém jamais poderia vender algo que procede somente de Deus.

- O que é comum até os dias de hoje, também não foi diferente com JOHN HUSS.

 

Convidado para participar da realização do Concilio da Igreja Católica – Romana. Pois se tratava de exposição de idéias sobre as reforma que defendia. (1914 – Constança - Alemanha). Foi traído, pois se tratava simplesmente de uma reunião restrita de Cardeais.

HUSS saiu dali acusado de heresia. E já fora tratado como prisioneiro. Naquela época o Papa João XXIII já deposto não melhorou sua situação.

HUSS, por sua vez sempre se recusou a se retratar de doutrinas que não havia propagado e, assim foi condenado a fogueira.

No dia 6 de julho, ele foi levado até a Catedral de Constança para ouvir um sermão sobre a teimosia dos hereges. Em seguida, teve seus cabelos cortados, uma cruz foi desenhada em sua cabeça, e recebeu uma coroa de papel decorada com desenhos de diabinhos. Mais uma vez, exigiram que HUSS se retratasse, mas ele não voltou atrás. Atribui-se a HUSS as seguintes palavras:

 “Estou preparado para morrer na Verdade do Evangelho que ensinei e escrevi". Christo, Fili Dei vivi, miserere nobis. JOHN HUSS morreu cantando os Salmos, e sua morte deflagrou uma verdadeira revolução contra a Igreja na Boêmia.

Recentemente, o JOÃO PAULO II reconheceu o erro de seus "infalíveis" antecessores. Em dezembro de 1999, o líder católico pediu desculpas - embora demasiadamente tardias - pela morte de HUSS. Na ocasião, falando sobre o reformador tcheco em um simpósio internacional promovido pelo Vaticano, JOÃO PAULO II afirmou: "Hoje, às vésperas do Grande Jubileu, sinto a necessidade de expressar profundo arrependimento pela morte cruel infligida a JOHN HUSS e pelas conseqüentes marcas de conflito e divisão deixadas nas mentes e nos corações do povo boêmio".

 

- Voltamos ao que nos propusemos! ! “O AMADURECIMENTO ESPIRITUAL NÃO DÁ SALTOS.”

 

Descrever sobre ALLAN KARDEC seria até um despropósito. Todos têm acesso a sua vida e a sua obra. Hippolyte Léon Denizard Rivail (Lyon, 3 de outubro de 1804Paris, 31 de março de 1869) foi educador, escritor e tradutor francês. Sob o pseudônimo de Allan Kardec, notabilizou-se como o codificador do espiritismo (neologismo por ele criado), também denominado de Doutrina Espírita.

Dizem os historiadores que JOHN HUSS era uma alma sensível, piedosa, pura, honesta, só se deixando dominar pelo que lhe parecia justo e verdadeiro. E, ainda, que sua vida anuncia uma era nova, onde se imporão os direitos religiosos da consciência individual.

Dava grande importância à lei do Cristo, pregando que a verdadeira Igreja era aquela de que o Cristo era o chefe autêntico. Como pregador, a clareza de sua inteligência e a lógica de sua argumentação.

É o que tem em comum ALLAN KARDEC e JOHN HUSS!

ALLAN KRDEC  tinha essas virtudes bem ressaltadas, sendo chamado, por Camille Flammarion, o bom senso encarnado) produziam uma forte impressão em todos os que o ouviam.

Para concluir, lembramo-nos, emocionados, duma passagem contada pelo prestigioso médium e orador espírita Divaldo Pereira Franco, sobre a morte de JOHN HUSS, extraída da sua conferência «Deus tem pressa», dizendo que, enquanto seu corpo queimava na fogueira, JOHN HUSS teria proferido a seguinte frase, antes de morrer cantando:

 

«Hoje vós assais um pato, mas dia virá em que o cisne de luz voará tão alto, que as vossas labaredas não mais alcançarão.” Séculos depois JOHN HUSS volta como Allan Kardec...»

 

* JOHN HUSS, ou Jean Hus foi sacerdote tcheco, mártir e precursor da Reforma protestante. Nasceu em Husinec (de onde tirou o seu nome), Boêmia, em 1369 (Allan Kardec desencarnou exatamente 500 anos após, em 1869) e morreu em Constança, em 6 de julho de 1415, queimado vivo pela «Santa Inquisição».

Louren Junior – 07 de Janeiro de 2013.

 ***********************************************************************************************************************

A Great TRUTH!

"The RIPENING SPIRITUAL MAKES NO HEELS." ...... By Junior Louren
07-01-2013 23:48

A Great TRUTH!

"The RIPENING SPIRITUAL MAKES NO HEELS." ...... By Junior Louren

This demonstrates one of Reincarnations ALLAN KARDEC.

What they have in common and KARDEC ALLAN JOHN HUSS

JOHN HUSS, was born around the year 1370, in Bohemia - the region that in the geopolitical map of the world, is occupied today by the Czech Republic, a country in Eastern Europe. In 1400, he was ordained priest and, since the beginning of his ministry, when he assumed the pulpit of cmd + v
Bethlehem Chapel in Prague, became a hindrance, a nuisance to some of his colleagues. Repeatedly preached against the privileges of the clergy, and advocated the urgent need for religious reform. The eloquence of his sermons made quickly, much of the population to follow.
 


JOHN HUSS translated the New Testament into the language bohemian and became a sympathizer of the works of John Wycliffe (1329-1384), an English reformer. Prevented from preaching - Influenced by some of the doctrines wiclifistas, JOHN HUSS preached, among other things, the supreme authority of the Bible and predestination - doctrines denied, even today, by the Catholic Church. It was the time when there were three popes commanding the church, and no one knew for sure who was the legitimate. Done dean of the University of Prague, JOHN HUSS supported Alexander V, elected in the Council of Pisa. However, the local archbishop was faithful to another pope - Gregory XII - and because of the political dispute, the archbishop made JOHN HUSS was prevented from preaching.

JOHN HUSS - which means goose in the Bohemian language - did not obey the ban and therefore was excommunicated in 1411. However, his worst act of insubordination, and what led his death sentence, was critical to the fierce attitude of the third Pope John XXIII. In the war against the King of Naples, one pope decided to fund the conflict by selling indulgences (remission of sins fee to church with certain amount of money). Vendors came to Bohemia, trying to use all kinds of methods to persuade their "customers." JOHN HUSS immediately protested and said that only God could grant indulgences and nobody could ever sell something that comes only from God.

- What is common to this day, was also not different with JOHN HUSS.

Invited to participate in the realization of the council of the Catholic Church - Roman. Because it was exposure to ideas about who advocated reform. (1914 - Constance - Germany). He was betrayed, because it was simply a meeting of Cardinals.

HUSS walked away accused of heresy. And it was treated as a prisoner. At that time Pope John XXIII already deposed their situation has not improved.

HUSS, turn always refused to recant doctrines that had not spread and thus was condemned to the stake.

On July 6, he was taken to the Cathedral of Constance to hear a sermon about the obstinacy of heretics. Then he had his hair cut, a cross was drawn on his head, and received a paper crown decorated with drawings of imps. Again, demanded that HUSS recant, but he did not back down. HUSS is attributed to the following words:

 
At the time, talking about the Czech reformer at an international symposium organized by the Vatican, John Paul II said: "Today, on the eve of the Great Jubilee, I feel the need to express deep regret for the cruel death inflicted by JOHN HUSS and consequential marks conflict

- We're back to what we set! ! "The RIPENING SPIRITUAL MAKES NO HEELS."

Describe about ALLAN KARDEC would even preposterous. Everyone has access to his life and his work. Hippolyte Léon Denizard Rivail (Lyon, October 3, 1804 - Paris, March 31, 1869) was an educator, writer and French translator. Under the pseudonym Allan Kardec, became famous as the encoder of spiritualism (neologism created by him), also known as Spiritism.

Historians say that JOHN HUSS was a sensitive soul, pious, pure, honest, leaving only the master that seemed just and true. And yet, that his life heralds a new era, where it will impose the religious rights of the individual conscience.

Attached great importance to the law of Christ, preaching the true Church was the one that Christ was the real boss. As a preacher, the clarity of his intellect and logic of his argument.

It is what you have in common and KARDEC ALLAN JOHN HUSS!

ALLAN KRDEC had emphasized such virtues as well, being called by Camille Flammarion, common sense incarnate) produced a strong impression on all who heard him.

To conclude, we remember, thrilled, told by the passage of a prestigious speaker spiritualist medium and Divaldo Franco, on the death of JOHN HUSS, taken from his lecture "God is in a hurry," saying that while his body burned at the stake, JOHN HUSS would have uttered the following phrase before he died singing:

"Today you assais a duck, but the day will come when light swan fly so high, that your flames will reach no more." Centuries later JOHN HUSS back as Allan Kardec ... »

* JOHN HUSS, or Jean Hus was a priest Czech martyr and forerunner of the Protestant Reformation. Born in Husinec (where you got your name), Bohemia, in 1369 (Allan Kardec passed away exactly 500 years after, in 1869) and died in Constanta, on July 6, 1415, burned alive by the "Holy Inquisition".

Louren Junior - January 7, 2013.

http://cms.lourenjunior.webnode.com.br/news/uma-grande-verdade!-%E2%80%9Co-amadurecimento-espiritual-n%C3%A3o-da-saltos-%E2%80%9D-por-louren-junior/