Passagem - Mensagem ditada pelo Espírito Matias Albuquerque.......colaboração Louren Junior

 

A VIDA APÓS A MORTE? OU VIDA APÓS A VIDA?......Mensagem do Espírito Matias Albuquerque.....colaboração Louren Junior.

Observamos que muitas das opiniões sobre a Vida após a Morte ou a Vida após a Vida.

Ainda hoje suscita uma das mais intrigantes indagações.

Uma grande maioria não conseguindo antever pelos próprios sentidos a realidade. Empurra para a Ciência o desafio.

Ora!  Será que ainda com tantos relatos e testemunhos de autoridades cientificas e individualizadas coremos o risco de desacreditar de um aspecto que transgride a nossa simples observação.

As “intrigas” do Universo estão dentro de nós. Basta uma simples reflexão. Pense por alguns segundos. Para onde está indo seu pensamento. Anote o que está além de sua visão. O nada? Explique melhor o que desse nada.

Estamos aguardando!

 

O Livro dos Espíritos

Ditado pelos Espíritos à por ALLAN KARDEC

I – A Alma Após A Morte

 149. Em que se transforma a alma no instante da morte?

 — Volta a ser Espírito, ou seja, retorna ao mundo dos Espíritos que ela havia deixado temporariamente.

  150. A alma conserva a sua individualidade após a morte?

       -   Sim, não a perde jamais. O que seria ela se não a conservasse?

 150 – a) Como a alma constata a sua individualidade, se não tem mais o corpo material?

— Tem um fluido que lhe é próprio, que tira da atmosfera do seu planeta e que representa a aparência da sua última encarnação: seu períspirito.

 150 – b) A alma não leva nada deste mundo?

— Nada mais que a lembrança e o desejo de ir para um mundo melhor. Essa lembrança é cheia de doçura ou de amargor, segundo o emprego que tenha dado à vida. Quanto mais pura para ela for, mais compreenderá a futilidade daquilo que deixou na Terra.

 

A transmigração do espírito deve se processar da melhor maneira possível, dando ao futuro habitante do cosmo espiritual todas as condições para um despertar breve e suave.

 

Quanto maior for o atendimento despendido, maiores possibilidades de restabelecimento.

 

“A Terra é um local de passagem, uma oportunidade de progresso.Não é um ponto de chegada; todos vêm e vão...” São palavras do médium Alceu Costa Filho.

 

Ao desencarnar o Espírito poderá ser assistido e amparado por aqueles Espíritos, que nutre seus laços de afeição.

 

Eles viriam ao seu encontro para ajudar na readaptação do Espírito ao mundo espiritual.

 

Até mesmo os mais ferrenhos adversários da Doutrina dos Espíritos ante a realidade, não conseguem dissimular o seu comportamento., como que tolhidos por essa imensidão de verdades, se prestam a colaborar.

 

Para alguns é bastante rápida, pode-se mesmo dizer é o momento de “libertação quase imediata.

 

Mas, para outros, aqueles cuja vida foi extremamente material e sensual, o desprendimento é mais demorado e dura um período indefinido....quanto mais o Espírito se identifica com a matéria, mais sofre ao se separar dela.

 

De qualquer forma, a atividade intelectual e moral, a elevação de pensamentos, já operam mesmo durante a vida do corpo um tal desprendimento, que quando chega a passagem”, o desprendimento é quase instantâneo.

 

Mil exemplos vos tendem em seus trabalhos espiritistas, homens de capacidade inusitada, não atendem a voz da consciência, preferem as efêmeras alegrias do mundo corpóreo a as alegrias eternas do espírito.

 

Para tudo têm uma resposta, mesmo que não atendam a sua origem.

 

São como os caramujos se confinam em seus casulos, e não como as borboletas, que tem a hora do despertar.

 

Hora que poderia ser tão breve se não fora à obstinação afrontosa.

 

Mas, queridos amigos, o Universo é para todos sem distinção, mais cedo ou mais tarde eles deverão se curvar a sua pujante força.

 

O espírito esclarecido utilizando-se de todos os argumentos adquiridos nos vários ramos do saber que atuou, não conseguirá deslocar-se dessa avalanche avassaladora deverá como os demais envolvidos, fazer parte dessa avaliação..

 

Bem sabemos das dificuldades, que o mundo aflora com suas manifestações tempestivas, mas o que importa ao espírito consciente da sua postulação, é o descortinamento maior da vivência espiritual e nunca o passageiro e incerto futuro terreno.

 

A cada dia que passa, mais perto vai se mostrando a realidade, não adianta gesticular, bradar, formular maneiras errôneas de proceder, a nossa essência se faz cada mais flagrante.

 

As diferentes maneiras que os Espíritos reagem com relação à “passagem” de um plano de existência para outro, diz muito com o que e vivemos, que seremos julgados por nossos atos e que poderemos “arder no fogo do inferno”, sem falarmos da cultura material, na qual o ter” vale mais que o “ser”.

 

Mas, quando o homem tiver a compreensão do componente espiritual da vida, quando fizer parte das suas analises, então ele alcançara o conhecimento que lhe fará descartar os receios infundados da “passagem”.

 

A “Doutrina Espírita” nos esclarece que, ao desencarnarmos, levamos para a vida espiritual as mesmas crenças, comportamentos e atitudes. Se nossa relação com Deus é saudável, ela assim continuará na vida espiritual, se fomos amantes da paz, assim continuaremos e muitos outros aspectos poderiam ser lembrados e o contrario também é verdadeiro.

 

Ao descortinar o panorama da vida espiritual André Luiz na colônia Nosso Lar apresenta bastante claros essa vivência, em uma colônia de transição, onde ao lado de Espíritos desfrutando de vida ativa, laboriosa e de aprendizado, aqueles que se acomodam e vivem à custa do trabalho dos ativos da colônia.

 

Podendo mesmo concluir que a nossa qualidade de vida, na “espiritualidade” , depende de dois fatores, quais sejam: o que construímos em nossa vida de encarnados e do esforço que fizermos de progresso no plano espiritual, mantendo uma vida plena de trabalho e ao aprendizado, lembrando que a “Doutrina Espírita”  nos ensina que, a reencarnação seja necessária para nosso progresso, podemos e devemos, na qualidade de Espíritos errantes envidar esforços para a nossa melhoria moral e intelectual.

 

O que de mais perto fala a nossa mente, é o que deve ser seguido, acompanhado do discernimento próprio de cada ser.

 

Para o espírita enfim a “passagem" é o verdadeiro entendimento sereno da Vida, tal qual ela se concretiza.

 

A partir daí, a “passagem” se torna parte de um processo, de aprendizado, já que o verdadeiro “ser” é o Espírito e não o corpo material que ele ocupou durante um pequeno período de sua existência.

 Passagem - Mensagem ditada pelo Espírito Matias Albuquerque.....colaboração Louren Junior

Leia mais: http://lourenjunior.webnode.com.br/livro-espirita/sumario/passagem/


Assista o video abaixo continuam as mesmas intrigas explicações que só a eles compete. Quando a lógica é mais explicita. A simplicidade da vida como Deus nos proporciona como o caso do relato do Dr. Alexander e de outros casos comprovados parece incomodar alguns estudiosos.

http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/t/edicoes/v/apos-acordar-de-coma-neurocirurgiao-acredita-em-vida-apos-a-morte/2478070/

Assista o video abaixo do Livro 3 de André Luiz "Missionários da Luz".

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/7NZmzz0ULFk" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

 

livro-espirita/sumario/passagem/