> 1968

Mensagem do Espírito John Fitzgerald Kennedy.......por Louren Junior

 

John Fitzgerald Kennedy
John F. Kennedy
 
35.º Presidente dos Estados Unidos

 

 

Cumprindo o resgate, que coloca-nos em situação desvantajosa, frente aos mesmos espíritos que palmilharam os mesmos caminhos e cumpriram os mesmos ideais, cabe-nos conscientemente alertar e prescrever às gerações futuras a avalia substanciosa de uma trajetória conscientemente cristã.

 

Apesar da omisão pôr boa parte da humanidade impedernida, os ensinamentos de Jesus, são à base da família, da sociedade e de uma nação altruística.

 

Da subserviência de governos e de governados, nascem os desajustes. ..............Promover a união, o bem estar entre os povos, oferecer condições, acesso e oportunidades a todos e o mínimo que se desejar.

 

A integração das raças, dos credos, dos costumes, tudo é possível, quando a vontade de servir esta acima do servir-se.

 

Coloquem o negro caminhando ao lado do branco. Contribuam e construam uma sociedade mais justa, mais responsável, que vá de encontro a verdade do espírito e do progresso.

Quanto mais esclarecido e sereno o governante, mais humilde se faz, mais justiça pratica e mais perto fica de seus governados.

               

Espírito John Kennedy - Estadista Norte Americano...........por Louren Junior

 

Delivering the ransom, which puts us at a disadvantage, compared to the same spirits that trod the same paths and meet the same ideals, we must consciously alert and prescribe for future generations evaluate the substance of a trajectory consciously Christian.
 

Despite omisão put so much of humanity impedernida, the teachings of Jesus are the basis of the family, society and a nation of altruistic.
 

The subservience of governments and the governed, are born misfits. .............. Promote the union, the welfare of the peoples, to offer conditions, access and opportunities for all and the least desired.
 

The integration of the races, creeds, customs, everything is possible when the will to serve this up to serve themselves.
 

Put the black man walking beside the white. And help build a fairer society, more responsible, which goes against the spirit of truth and progress.
The more enlightened and peaceful ruler, becomes more humble, more justice practices and is closer to the governed.
                

Espirito John Fitzgerald Kennedy - North American Statesman.............por Louren Junior

 

 

John Fitzgerald Kennedy (Brookline, Massachusetts, 29 de Maio de 1917Dallas, 22 de Novembro, 1963) foi um político estadunidense e o 35° presidente de seu país (19611963). Foi o primeiro Kennedy a nascer depois do século XIX.

Sua família era de ascendência irlandesa e tradicionalmente católica. Kennedy era filho de Joseph P. Kennedy. Formou-se em Relações Internacionais na Universidade de Harvard em 1940. Serviu na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial, sendo ferido na Batalha de Guadalcanal em 1943. Condecorado por bravura, afastou-se do serviço militar por problemas na coluna vertebral. Ainda quando jovem, participou do Movimento Escoteiro.

 Vida e carreira política

Em 1946, foi eleito pelo Partido Democrata como deputado federal pelo estado de Massachusetts. Reeleito em 1948 e 1950. Em 1952, ganhou de Henry Cabot Lodge Jr., do Partido Republicano, a vaga de seu estado no Senado Federal.

Kennedy casou-se em 12 de setembro de 1953 com Jacqueline Bouvier com quem teve 4 filhos, Caroline, John F. Kennedy, Jr., um filha nado-morta e outro que morreu com 2 dias de vida. Nessa época, sofreu duas cirurgias para correção de problemas na coluna vertebral, vindo a quase falecer, recebendo duas vezes o ritual de extrema-unção.

 Eleições presidenciais de 1960

No início de 1960, Kennedy declarou-se candidato democrata às eleições presidenciais daquele ano. Vencedor de todas as primárias, Kennedy foi designado pelo Partido Democrata como candidato à Presidência, escolhendo para compor sua chapa o senador Lyndon B. Johnson, do Texas. O oponente republicano era o então vice-presidente, Richard Nixon. A 8 de novembro de 1960, após uma disputadíssima campanha, Kennedy vence por uma diferença de 112 881 votos, numa das eleições mais apertadas da história americana: 0,2% dos votos. Muitos atribuem a vitória de Kennedy a forma como aparecia na recente televisão, o carisma e a jovialidade eram passados com convicção. Kennedy foi o primeiro presidente dos Estados Unidos nascido no século XX.

 Presidência

Kennedy tomou posse, sucedendo a Dwight Eisenhower, a 20 de janeiro de 1961. Tão logo assume a presidência, tem que enfrentar uma crise causada pela invasão de Cuba por exilados cubanos com o auxílio da CIA. Assume a responsabilidade pelo fracasso, mas mantém a popularidade. Em junho tem seu primeiro encontro com o premier soviético, Nikita Krushchev, em Viena. Dois meses depois o Muro de Berlim é construído. 1962 é um ano turbulento. A crise dos Mísseis em Cuba leva o mundo próximo ao conflito nuclear, mas Kennedy já mais entrosado com o poder, age com firmeza e ganha admiração mundial. O conflito no Vietnã começa a se agravar e Kennedy envia consultores militares para o sudeste asiático.

Internamente, o governo Kennedy leva a economia a uma recuperação. Porém enfrenta forte oposição do Congresso a levar adiante algumas de suas propostas. No sul do país, a tensão racial se agrava e o Presidente é obrigado a enviar tropas para garantir os direitos civis da população negra. Foi um presidente que defendeu abertamente as causas das minorias e do papel de cada cidadão no seu país. Entre 1961 e 1963 vários países sul-americanos recebiam ajudas no setor de vestuário e alimentação ("Aliança para o Progresso"), hoje pessoas de países como o Brasil vivas na época confirmam o fato. Queria uma aproximação maior com a União Soviética e uma gradual desmilitarização, já que não via num choque entre as duas potências uma solução das desavenças, fato que desagradou a maior indústria de armamento do mundo, a própria indústria americana. Promoveu trocas de membros do alto-escalão do governo e da CIA, por julgá-los ultrapassados.

Foi um dos principais líderes mundiais do século XX e seus discursos gravados até hoje causam emoção ao serem vistos. Sabia utilizar a mídia e tinha o dom da oratória.